A necessidade de um novo perfil de RH

Todo esse turbilhão de questões remete a uma questão complementar, porém fundamental: a adequação dos recursos humanos (RHs) envolvidos à atuação em uma empresa que passa por um processo de implantação do SIG. Esses RHs, simplificadamente, podem ser divididos em dois grupos: os implantadores e os gestores de SIGs. Os implantadores devem ser cada vez mais capazes de selecionar e implantar, com acuidade e propriedade, as opções disponíveis nos sistemas mais adequadas à empresa.

Por sua vez, os gestores devem ser capazes de auditar processos de implantação, no interesse das empresas cliente e gerir o pós-implantação, em que as mudanças promovidas pelo SIG recém operacionalizado têm que ser administradas, desde aquelas relacionadas aos impactos na estrutura organizacional, àquelas referentes à gestão do pessoal que passa a trabalhar em uma empresa que opera sob uma nova plataforma sistêmica, com impactos na forma e conteúdo das tarefas pelas quais os RHs são responsáveis e sob uma cultura que acaba alterada em relação à anterior, ao processo de implantação.

Ambos profissionais devem ser capazes de compreender os impactos desses sistemas nas empresas, administrar as mudanças, possuindo uma visão global e processual da empresa e da cadeia logística onde ela atua, uma compreensão que não mais cabe na visão estratificada, funcional do passado.

Nesse contexto, esse RH, seja ele implantador ou gestor, necessita ser capaz de trafegar, interagir, dominar, compreender as seguintes áreas ou abrangências de um sistema integrado, a fim de que seja capaz de garantir o funcionamento adequado de um SIG, ou, indiretamente, de uma empresa operando com uma plataforma tecnológica centrada em um SIG. Necessita ainda possuir um perfil que permita:
• Possuir domínio sobre a plataforma tecnológica, sem ser exclusivamente um técnico, o que embotaria sua visão, acarretando em distorções de percepção no trato global do alcance e dos problemas advindos do uso de SIGs;
• Ser capaz de identificar os perfis adequados à execução das atividades realizadas com o apoio de um sistema integrado localmente, e a toda a cadeia de suprimentos;
• Ser capaz de enxergar toda a intrincada cadeia de inter-relacionamentos complexos entre atividades, processos, áreas, empresas, recursos;
• Ser, em decorrência, capaz de perceber todo o fluxo de informações e materiais associado aos processos suportados pelo SIG;
• Para tal, possuir conhecimentos que abranjam áreas tão diversas como produção e contabilidade, sendo capaz de entender minimamente as cadeias de causa-efeito ou evento/atividades dos processos agora integrados pelos SIGs;
• Compreender como o SIG e a plataforma tecnológica como um todo atua na conformação da estrutura organizacional da empresa e seus impactos indiretos no delineamento da cultura da empresa;
• Entender como empresas diversas, na mesma cadeia, têm sua estrutura organizacional, suas culturas, afetadas pela integração global proporcionada pelos SIGs;
• Ser capaz de perceber os impactos em nível de estratégia da empresa do uso de um SIG, e ser capaz de promover, a partir desse sistema, diferencial competitivo, desenvolvendo ou aprimorando competências;
• Ser capaz de administrar processos de implantação, sem permitir que essa implantação, cada vez mais customizada, padronizada ou massificada e a própria operação posterior do SIG, destruam competências centrais construídas durante a vida da empresa, arraste a empresa para uma posição competitiva inferior à atual, anulando diferenciais competitivos em relação aos concorrentes; entre outros.

A definição dos perfis mínimos e do conjunto de disciplinas capazes de compor essa formação é tarefa complexa que necessita, no mínimo, da interação com áreas de estudo, tais como a pedagogia e educação associada às áreas capazes de prover o entendimento dos requisitos tecnológicos, operacionais, organizacionais, estratégicos e culturais inerentes à conformação desse gestor. É esse gestor o elemento chave no sucesso da empresa antes, durante e depois de um processo de implantação de um SIG, no ambiente com as nuanças e perspectivas de desenvolvimento acima descritas, nesse documento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code