E-commerce: compra e venda através da Internet?

E-commerce é geralmente associado com a compra e venda através da Internet, ou a realização de qualquer operação que envolva a transferência de propriedade ou de direitos de utilização de bens ou serviços através de uma rede mediada por computador.

Embora popular, essa definição não é abrangente o suficiente para capturar os desenvolvimentos recentes neste fenômeno empresarial novo e revolucionário. Uma definição mais completa é: E-commerce é a utilização de comunicações eletrônicas e tecnologia de processamento digital de informações em transações comerciais para criar, transformar e redefinir as relações de criação de valor entre duas ou mais organizações, e entre organizações e indivíduos.

E-business é normalmente dividido em quatro grupos:
 Negócio para Consumidor ou B2C;
 Negócio para Negócio ou B2B;
 Negócio para Administração Pública ou B2G;
 Consumidor para a Administração Pública ou C2G e demais variantes.

O B2B inclui todos os aplicativos destinados a permitir ou melhorar os relacionamentos dentro das empresas e entre duas ou mais empresas. No passado, isso foi amplamente baseado no uso de redes privadas e intercâmbio eletrônico de dados (EDI). Exemplos foram o uso da Internet para pesquisar catálogos de produtos, ordenando a partir de fornecedores, recebendo faturas e pagamentos eletrônicos. Esta categoria também inclui design e engenharia colaborativa, e gerenciamento da logística de fornecimento e entrega.

O B2C é uma área muito nova e em grande parte equivale ao varejo eletrônico pela Internet. Esta categoria tem se expandido muito a partir da década de 1990 com o crescimento do acesso público à Internet. A categoria negócio-para-consumidor inclui compras eletrônicas, pesquisa de informação (por exemplo, horários de ônibus, horário de transportes de caminhão, etc.), mas também jogos interativos entregues através da Internet. Os artigos populares comprados através varejo eletrônico são passagens aéreas, livros, computadores, fitas de vídeo e CDs de música entre infinitas possibilidades.

O grupo B2G ou de administração de empresas e público cobre transações entre empresas e organizações governamentais, tais como o da cidade, locais, regionais, governos nacionais e agências governamentais, como os sites mantidos pelo governo do Brasil, secretaria da fazenda, licitações e leilões. Atividades neste domínio incluem transações para divulgar oportunidades de contratos públicos e o preenchimento de declarações fiscais e pagamento de impostos.

O C2G ou consumidor para administração pública é semelhante ao business-paraadministração pública, exceto que o foco está na prestação de serviços de informação do governo, formulários, consultas públicas, bem como apresentação de declarações fiscais. Esta área vai crescer, uma vez que o negócio-a-consumidor e áreas de business-a-administração pública começam a se desenvolver de forma veloz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code