O comércio entre empresas e consumidores, envolve coleta de informações; compra de bens físicos (ou seja, bens tangíveis, tais como livros ou produtos de consumo) ou de bens de informação (ou bens de material eletrônico ou conteúdo digitalizado, como software, ou ebooks).

É a segunda maior e mais antiga forma de e-commerce. Suas origens podem ser traçadas ao varejo on-line (ou comércio eletrônico). Assim, os modelos mais comuns de negócios B2C são as empresas de varejo on-line como a Amazon.com, Drugstore.com, Beyond.com, Barnes and Noble e ToysRus nos Estados Unidos, no Brasil seriam Lojas Americanas, Saraiva, Ponto Frio, Casas Bahia, Magazine Luiza, Submarino entre outros. As aplicações mais comuns deste tipo de e-commerce são nas áreas de aquisição de produtos e informações, e gerenciamento de finanças pessoais, que pertence à gestão de investimentos e finanças pessoais com o uso de ferramentas de bancos online.

B2C reduz os custos de transação (custos particularmente de busca), aumentando o acesso dos consumidores à informação e permitindo que eles encontrem o preço mais competitivo para um produto ou serviço. Também reduz as barreiras de entrada no mercado, pois o custo de colocar e manter um site é muito mais barato do que instalar uma loja física. No caso de bens de informação, é ainda mais atraente, porque livra as empresas de custo adicional de uma rede de distribuição física.