E-commerce e a Categorização de produtos: Importância para a loja Virtual

A categorização de seus produtos é um item fundamental para busca em sua loja e também para um melhor aproveitamento das funcionalidades da plataforma de ecommerce, com uma boa categorização você poderá utilizar especificações necessárias para filtros de seu produto. Continue lendo “E-commerce e a Categorização de produtos: Importância para a loja Virtual”

Uso da TI = Melhores Processos Empresariais

Uma empresa de sucesso, como já visto, está atualmente vinculada à velocidade em que as informações são assimiladas e pela rapidez em que são tomadas as decisões.

Os componentes que fundamentam a Tecnologia de Informação são:
• Hardware e seus dispositivos periféricos;
• Software e seus recursos;
• Sistemas de telecomunicações;
• Gestão de dados e informações.

Unindo esses componentes à empresa poderá elevar potencialidade de sua atuação, com as melhorias oferecidas pela Tecnologia de Informação, as empresas têm novas oportunidades comerciais, permitindo a expansão para novos mercados e segmentos existentes, resultados válidos e importantes que justificam um possível custo elevado de investimento em TI.

O Sistema

Os gestores unem diferentes partes da composição de uma empresa para formar sistemas de suporte a administração da empresa.

“Sistema é um conjunto de partes interagentes e interdependentes que, conjuntamente, formam um todo unitário com determinado objetivo e efetuam determinada função” . OLIVEIRA (2002)

“Um sistema é a disposição das partes de um todo que, de maneira coordenada, formam a estrutura organizada, com a finalidade de executar uma ou mais atividades ou, ainda, um conjunto de eventos que repetem ciclicamente na realização de tarefas predefinidas” . BATISTA (2004)

Os sistemas procuram atuar como:
• ferramentas para exercer o funcionamento das empresas e de sua intrincada abrangência e complexidade;
• instrumentos que possibilitam uma avaliação analítica e, quando necessária, sintética das empresas;
• facilitadores dos processos internos e externos com suas respectivas intensidades e relações;
• meios para suportar a qualidade, produtividade e inovação tecnológica organizacional;
• geradores de modelos de informações para auxiliar os processos decisórios empresariais;
• produtores de informações oportunas e geradores de conhecimento;
• valores agregados e complementares à modernidade, perenidade, lucratividade e competitividade empresarial.

Os sistemas podem ser diferenciados da seguinte forma:

“Sistemas Abertos envolvem a ideia que determinados inputs são traduzidos no sistema e, processados, geram certos outputs. Com efeito, a empresa vale-se de recursos materiais, humanos e tecnológicos, de cujo processamento resulta bens ou serviços a serem fornecidos ao mercado”. BIO (1985)

“Sistemas Fechados são entendidos como os que não mantêm relação de interdependência com o ambiente externo” . PADOVEZE (2000)

Uma vez conhecida a predefinições de sistemas, é possível dizer que a empresa é um sistema aberto, tendo em vista que há interação com o meio externo, em que esta capta recursos brutos, processa e devolve na forma de bens, serviços ou informações. Durante esse processamento de recursos brutos e comum ocorrem desvios e resultados insatisfatórios, e nesse caso a retroalimentação permite a correção dos problemas.

“A empresa é visualizada como um sistema aberto em um dinâmico relacionamento com seu ambiente, recebendo vários insumos (entradas), transformando esses insumos de diversas maneiras (processamento ou conversão) e exportando os resultados na forma de produtos ou serviços (saídas)”. CHIAVENATO (2012)

teo costa
teo costa